Numa conversa entre mim e eu


Há certos momentos da vida que nos encontramos perdidos, atrapalhados, sem saber pra onde ir, o que fazer, que rumo seguir... E quando nos sentimos assim, seja a hora que for, temos que agir, mesmo sem saber como.

Ando em um momento assim...

Hoje de manhã, enquanto tomava café, fiz uma espécie de meditação e analisei minha atual situação. Vi o que seria bom pra mim e o que seria ruim, qual caminho melhor para eu seguir... As ideias pareceram enfim, se encaixar um pouco melhor. Comecei a ter mais certeza do que realmente quero pro meu futuro, pra mim.
Pois então, corro atrás dos meus sonhos, dos meus projetos antes que seja tarde. Arrisco-me, sem medos ou julgamentos alheios. E assim, de pouco em pouco, paro e peço conselhos àquela vozinha que existe dentro de mim, a mesma que conversei hoje de manhã, a tal voz interior. Ela sabe o que diz.

"...Algo adentro de mí siempre hablará...
Y voy a escuchar, y voy a escuchar, y voy a escuchar..."
(Julieta Venegas)

Comentários

  1. "Há certos momentos da vida que nos encontramos perdidos, atrapalhados, sem saber pra onde ir"

    Tenho me sentido assim :s

    Estou seguindo você(:

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!