Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

dos cafés que vêm e dos meses que vão.

Imagem
setembro se vai numa gangorra de emoções nas perdas e ganhos nas coisas acontecendo - finalmente! - nos (des)equilíbrios da vida.

um mês de altos e baixos, doce na sua medida. com flores, cores, chuvas e poesia.

que outubro venha  como setembro findou.

okay?!

Imagem

paciência.

Imagem
Entender que tudo tem seu tempo. Que tudo vem a seu tempo. Dar o tempo necessário. Para crescer. Brotar. Florescer. Aceitar o ciclo da vida. Respeitar o fluxo do tempo. Observar o tempo passar. Esperar o tempo certo. Para plantar. Para colher. Para agir. Para seguir. Para aprender.

la délicatesse.

Imagem
"Ela me permite ser a melhor versão de mim."
(Do filme: "A delicadeza do amor")

chuva de mim.

Imagem
entre raios e trovões na tempestade das minhas emoções oscila o tempo dos meus sentimentos.

cada tempo na sua coisa.

Imagem

café + arte.

Imagem

enjoy the moment.

Imagem
Ontem é história. Amanhã é mistério. Hoje é felicidade.

Só goste de alguém que goste de você. Ponto.

pra todos pequenos prazeres da vida.

Imagem
"Se você está tomando um chá, aprecie o sabor, o formato da xícara, a temperatura. O prazer que este movimento te causa. O chá tem que ser neste momento a coisa mais importante da sua vida."
(Cecília Meireles)

C'est l'amour qui fait rêver.

das poesias de café.

Imagem
Poesia é café depois do almoço, música de bom gosto e alegria no rosto.

Fui em busca do amor e encontrei a felicidade.

sentindo Pessoa.

Imagem
"mas quem sente muito cala quem quer dizer quanto sente fica sem alma nem fala fica só inteiramente." (Fernando Pessoa)

Despreocupe-se, as coisas continuarão correndo da melhor forma possível.

dos cafés de gente.

Imagem
Tem gente que é que nem café, desperta a alma e dá aquele up gostoso pra seguir a vida com leveza e alegria.

desapegando.

Imagem
Soltar. Entregar. Deixar ir. Deixar partir. Fluir. Viver no presente.Sem o peso do passado. Sem expectativas para o futuro. Saber de nossa finitude. Saber que somos passageiros. Sem posses. Sem medo. Sem culpa.