sábado, 26 de fevereiro de 2011

'Corazón, dime como estás, sólo escuchándolo sabré la verdad...'


“Lo más importante es saber lo que quieres y dejarte llevar por lo que el corazón te dicta."

(Julieta Venegas)

Título: Trecho da música Duda, também de Julieta.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

As cores da vida


Quero um mundo de sonhos, que sustente minha realidade. Um mundo cheio de cores, sabores e amores. Quero um lugar com cheiro de café recém feito, de poesias, flores e amigos. Quero novidades todo dia. Quero praia e verão. Quero viver de momentos, intensamente. Quero inspirações novas, boas ideias e muita criatividade. Quero muitas viagens. Quero abraço apertado. Quero viver das boas lembranças. Quero mais sexta-feiras e muito mais sábados. Quero primavera. Quero sol e chuvas de verão. Quero conhecer pessoas de todo o mundo. Quero espanhol, inglês e um pouquinho de italiano. Quero voar para os quatro cantos do mundo. Quero muito mais Espanha. Quero México. Quero Buenos Aires. Quero muito bem a quem amo. Quero beijos apaixonados. Quero carinho, respeito e amor. Quero instantes de silêncio. Quero uma estante enorme de bons livros. Quero manhãs ensolaradas. Quero finais de tarde de outono. Quero degustar bons vinhos e excelentes cafés. Quero ótimas companhias. Quero viver de saudades, e quando for possível, conseguir matá-las. Quero família sempre unida. Quero me contagiar com o sorriso de uma criança. Quero mais romance nos meus dias. Quero tirar muitas fotografias. Quero mais Porto Alegre. Quero descobrir novas sensações. Quero assistir a bons filmes. Quero desenhos animados antigos, com pedacinhos de infância. Quero aprender sempre mais. Quero alegrias. Quero um amor que fique de vez. Quero passeios de carro e viagens de avião. Quero boas conversas e muitas risadas. Quero glamour, mas também simplicidade. Quero felicidade. Quero continuar enchendo minha vida das mais belas cores.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

'So I won't hesitate no more, no more...'

 

"...open up your mind and see like me;
Open up your plans and damn, you're free;
Look into your heart and you'll find love, love, love, love..." ♫

(Jason Mraz)

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

¡Qué sea dulce!

Que seja o que seja,
E o que for pra ser, será.

Se for pra ficar, que nos faça bem,
Se for embora, que nos encha de boas lembranças.

Que seja o que seja,
Que eternize o momento.

Que seja o que seja,
Mas que seja doce.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Me inspirei...

 
"Viver, como talvez morrer, é recriar-se: a vida não está aí apenas para ser suportada nem vivida, mas elaborada. Eventualmente reprogramada. Conscientemente executada. Muitas vezes, ousada. [...] E que o mínimo que a gente faça seja, a cada momento, o melhor que afinal se conseguiu fazer."

(Lia Luft)

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Das manhãs de sol...


Vestido de flores, cabelos ao vento e um coração sereno. Assim ela passeava naquela manhã de fevereiro, onde raios de sol tocavam sua pele, seu corpo, seus cabelos e uma paz invadia seu peito.

Tempos antes, alguém conseguiu fazê-la se sentir novamente mulher, levantar sua auto-estima e perceber que ainda podia atrair os homens (e ser atraída por eles também). Relacionamentos anteriores tinham apagado parte desse lado e aquele olhar sedutor despertou o que tinha adormecido nela. Por apenas um momento. Intenso. Como um Raio.

Hoje, entre a brisa e o sol da manhã, naquela tranquilidade só sua, já não queria apenas um Raio, embora este tenha feito muito bem a ela naquela época. Cada coisa na vida acontece no seu tempo, isso ela sabia muito bem. Pois agora ela queria algo mais profundo, com mais sentimento. Queria um romance e toda sua essência. Sabia que já era  hora de viver uma experiência nova. Um Raio é intenso, mas passageiro. Queria algo que viesse e permanecesse; que a fizesse sorrir e sentir-se  em paz; que iluminasse seus dias, assim como acontecia nas manhãs ensolaradas.

Ela queria um Raio de Sol.
"El amor después del amor, talvez,
se parezca a este rayo de sol..." (Fito Paez)

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Crer pra acontecer

"Onde há desejo e paixão, há um caminho."

 

Às vezes acredito muito nessa frase, já em outras, o otimismo some e no lugar dele surgem a insegurança e o medo, esses montrinhos sacanas. 

Algumas coisas até aqui não deram muito certo pra mim, entretanto acho que nada que vivi e aprendi foi em vão. E é por isso que não devo desistir. Tenho muitas dúvidas, algumas certezas e um foco: realização. O negócio agora é escolher um novo caminho, traçar novas metas, investir em novas possibilidades, criar, inovar... E arriscar! Afinal, a ideia não é arriscar sempre, independente da queda?

Pois, se realmente tivermos fé naquilo que desejamos, fica mais fácil de se tornar real e o que queremos de alguma forma começa a existir. O sonho é nosso e de mais ninguém, então a vontade de seguir em frente deve vir da gente também. Sem medo de ser feliz, nem medo do que virá.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Amor: simples assim...


"Mas amar é querer que a alma do outro seja feliz, não importa como, onde e assim por diante..."

Porque amar não é ter alguém, mas desfrutar da companhia de quem nos faz bem. Não é ter sentimentos de inferioridade, afinal, ciúmes, raiva, mágoa não fazem parte do conjunto Amor. Amar é se deixar levar pelo sentimento, sem insistências.
No amor não há maldade, não há vingança. Há carinho, cumplicidade, amizade, tolerância e respeito. É querer ver o outro feliz, mesmo distante; é querer o bem dele sem esperar algo em troca.

Difícil simplificar o que já é simples por si só.
Assim é o Amor.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Sobre viver


Saber lidar com as várias formas de amor é sentir melhor cada uma delas sem deixar que nenhum sentimento ruim o estrague. É entender que as coisas acontecem com um propósito, e se por acaso não ocorreu da maneira como gostaríamos, talvez porque não era pra ser daquele jeito. Nos resta aceitar e lidar de uma forma que todos daquela determinada situação saiam felizes, sem mágoas, raivas ou rancores. Aprendemos  então, o funcionamento da vida. E graças a isso, nos tornamos mais maduros e capazes de buscar o nosso ideal de relacionamento com mais bom senso, pois já temos condições de perceber o que nos faz bem e o que queremos. Como hoje eu sei o que quero para mim e para a minha vida.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

'Mira la vida abriéndose camino...'

Noite passada eu tive um sonho muito significativo. Um sonho repleto dos meus mais doces desejos. Tudo o que mais almejo estava lá. Não sei se é só uma manifestação inconsciente ou talvez uma previsão de futuro, só sei que me senti bem com tudo aquilo. Tive a certeza do que exatamente quero pra mim aumentando assim, minha motivação em correr atrás e conseguir chegar o mais perto disso na vida real, para então construir um futuro cheio de cores, realizações, alegrias e romance, afinal, já diria Julieta: "Mira la vida abriéndose camino, mira la vida diciendo que sí..."


(Música que se encaixa perfeitamente ao meu momento atual.)

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Da espera que acalma a alma...

Cá com meus pensamentos - e com os últimos acontecimentos em minha vida - conclui que se apaixonar é um bem mais que necessário. E com essa mente que tanto pensa, repensa, recorda junto a um coração que tanto sente e ama, hoje posso dizer que chegou o momento de deixar os amores passados irem, para a vinda de um novo, mais precioso. E não falo somente para mostrar que estou curada do mal das desilusões. Falo também porque nessa alma que tanto amou - e ainda ama - hoje sente-se rejuvenescida, livre e aceita seus limites.

Os ciclos estão se fechando, e a vida se movimenta com mais energia. Com isso, aprendi a ter mais paciência em certas situações, pois elas ocorrem cada qual no seu tempo e à sua maneira. Sem acasos, nem insistências. Aprendi também que vale à pena esperar o momento certo e assim, o amor virá. Dessa vez para ficar. Definitivamente.

"Nem penso muito no que pode acontecer enquanto arrumo todas as coisas que eu sinto, o meu passado e o meu destino... Espero que o fim da tarde venha com você!" (Acústicos e Valvulados)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Liberdade, que delícia!


Uma das melhores coisas que aconteceram em 2010 pra mim foi a viagem à Espanha.  Além de ter realizado um sonho e ter conhecido lugares, pessoas e culturas diferentes, também  consegui realizar uma grande conquista interna minha: a de me sentir independente e livre, e descobrir que posso desfrutar disso quando eu quiser.

Liberdade, uma palavrinha que aos ouvidos dos outros ainda mexe muito. Alguns acreditam que ser livre é ser solteiro, sem compromissos com ninguém. Pois eu acho o contrário, que se privando de amar, as pessoas se aprisionam em um mundo irreal, sem encantos. Que mal há em amar, deixar ser amado e ainda mais, desfrutar da liberdade única, respeitando a do outro?

Essa liberdade que tenho de ir e vir - coisa linda! -  ninguém a tira de mim. Que bom é tê-la e poder fazer o que se quer fazer.  Porém, ultimamente ando um pouco cansada de usufruí-la sozinha. Ser ímpar já não me parece tão divertido assim. Começo a sentir a necessidade de dividí-la definitivamente com alguém.