terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ano novo, livro novo

Na esperança de um ano novo melhor, deixo um texto de autoria desconhecida mas muito interessante. Que em 2011 saibamos escrever um "livro" cheio de alegrias, vitórias, conquistas e outras milhares de coisas boas para todos nós.

LIVRO NOVO

Encerra-se mais um ano em sua vida...
Quando este ano começou, ele era todo seu.
Foi colocado em suas mãos...
Podia fazer dele o que quisesse...
Era como um Livro em Branco, e nele você podia ter um poema, um pesadelo uma blasfêmia, uma oração.
Podia...
Hoje não pode mais, já não é seu.

É um livro já escrito...
Concluído...
Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será lido, com todos os detalhes, e não poderá corrigi-lo.

Estará fora de seu alcance.
Portanto...
Antes que termine este ano, reflita, tome seu velho livro e folheie com cuidado...
Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência;
Faça o exercício de ler a você mesmo.

Leia tudo...
Aprecie aquelas páginas de sua vida em que usou seu melhor estilo.
Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito.
Não...
Não tentes arrancá-las.

Seria inútil...
Já estão escritas.
Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que será entregue.
Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar repetir as ruins.

Para escrever o seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo.
Se tiver vontade de beijar seu velho livro, beije.
Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador.

Não importa como esteja...
Ainda que tenha páginas negras, entregue e diga apenas duas palavras: Obrigado e Perdão!!!
E, quando o novo ano chegar, lhe será entregue outro livro, novo, limpo, branco, todo seu, no qual irá escrever o que desejar...

FELIZ LIVRO NOVO!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Contando estrelas


"As estrelas são todas iluminadas. Será que elas brilham para que cada um possa encontrar a sua?"  

(Antoine de Saint-Exupéry) 

Feliz Natal!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Filosofias de final de ano


É interessante como a gente passa a perceber as coisas de forma diferente com o passar dos anos. Mudam sentimentos, ideias, escolhas e conceitos sobre a vida. E isso é muito bom, especialmente pelo fato de ver o quanto aprendemos e amadurecemos com isso tudo. Melhor ainda quando essas mudanças se remetem a escolhas afetivas, amores e afins; quando descobrimos o amor em suas variadas formas e também, quando lidamos bem com  certas situações que antes tiravam nosso sono e nossa paz.

Às vezes penso que a vida é mais sábia do que parece ser, e o que ocorre nela não é nenhum acaso. Claro que temos livre-arbítrio, por isso, algumas vezes depende de nós mesmos e nossas escolhas mudar determinada situação. Temos 50% de chance de acertar e fazer do nosso destino, felicidade. Muitas vezes erramos, e se formos espertos o suficiente, desses erros podemos reciclá-los e usá-los de uma maneira correta numa próxima oportunidade que nos será dada. Só não vale usar o mesmo erro várias e várias vezes, pois assim as oportunidades acabam e a vida se torna repetitiva e desanimadora.

Hoje eu sei que meu caminho está aberto para grandes oportunidades, para a busca de um sonho e para a construção de um amanhã melhor. Sei também que, embora não tenha tido muita sorte nos meus relacionamentos até então, todos eles só me fizeram crescer e aprender o real significado do 'gostar de alguém'. E da reciprocidade.

E quanto tempo precisamos para gostar de alguém? O suficiente, ora essa, o suficiente para ser feliz.

A vida é muito mais simples do que parece ser. Nós, seres pensantes, é que a complicamos tanto. 

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Da saudade que chega de repente...


Que saudade que me deu de perder-me pelas estradas repletas de girassóis da Espanha  para assim, encontrar-me novamente.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Três corações

Dos amores que tive, cada qual chegou em minha vida no seu tempo. Todos eles marcaram de forma única e cada um foi especial para mim à sua maneira.

Dos beijos mais doces que ganhei, dos abraços mais ternos que senti, dos carinhos sinceros que recebi, das palavras carinhosas que ouvi e de tudo o que aprendi,  no meu coração tudo isso eu guardei.

Guardei a amizade sincera; o carinho, amor e respeito que recebi de todos também.

Guardei as lembranças de tantos momentos bons numa caixinha especial na minha memória.

Que neles eu tenha despertado esse mesmo sentimento de amor e carinho que tenho por cada um.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Instante de mim


Naquela mensagem, uma esperança;
Naquele sonho, nostalgia.
Na mente, a lembrança vêm visitar;
No coração, a saudade não quer me deixar.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

'Quiero encontrar mi sitio'

Primeiro, o desejo de fazer uma faculdade;
Depois, o sonho realizado de uma formatura.

Primeiro, a batalha em buscar um lugar ao sol na vida profissional;
Depois, a frustração em saber que não é bem aquilo que imaginava querer para si.

Primeiro, mudanças e reconhecimento em outros campos da vida;
Depois, planejamentos e busca de um sonho que tem tudo a ver consigo.

Viver é uma luta diária, um aprendizado constante. É isto que me estimula a crescer e me fazer SER.

"Quiero vivir, quiero gritar,
Quiero sentir el universo sobre mí.
Quiero correr en libertad,
Quiero encontrar mi sitio
."
(Amaral)