sábado, 28 de fevereiro de 2009

Será que sonhei ou aconteceu?

Você chegou assim, de mansinho. Veio devagar, conversando, me conquistando com cada palavra, cada gesto e olhar. Quando dei por mim, estava em seus braços, envolta em um beijo arrebatado e fugaz. E aí já era tarde demais.

Agora você sumiu, desapareceu. Não sei se sonhei ou se vivi aquele momento tão intenso e único. Não tenho certeza se você é real ou fruto da minha imaginação. Meus pensamentos me atormentam, minha mente enlouquece. Já não sei mais o que fazer.

E aquele instante supremo vai ficando para trás, sem notícias suas. De vez em quando surge em mim um
flash-back de uma cena qualquer. Tudo tão espontâneo!

Fecho os olhos e lembro: que noite, meu Deus! Quem dera tê-la outra vez.

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Metades de mim...

A vida é uma caixinha de surpresas...
 
Num dia se está apaixonado por alguém a ponto de fazer loucuras por essa pessoa, no outro descrê de qualquer possibilidade de amor que possa sentir por algum outro ser.

Porque metade de mim é lucidez, a outra metade loucura...
...metade de mim é razão, a outra metade é pura e simplesmente emoção.
Metade de mim é paixão, a outra metade tesão...
Metade de mim acredita nas pessoas como uma criança ingênua, a outra metade desconfia da própria sombra.

Uma parte de mim acredita fielmente no amor verdadeiro, a outra, apesar de triste e desiludida, também.
Porque o amor está dentro da gente, basta encontrarmos a pessoa certa que o trará à tona.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Beijo perfeito

Um beijo é apenas um beijo quando não há sentimentos. Na verdade é menos do que isso! Beijar é muito mais do que troca de saliva, línguas que se cruzam, lábios que se tocam. Beijar é uma demonstração de carinho, de afeto... às vezes de amor!

Você pode beijar muitas e muitas bocas e ver que nenhum beijo é igual ao outro. Pode ser uma pessoa perita na arte de beijar mas, se nunca encontrou o "beijo perfeito", não saberá exatamente o êxito, a sensação alucinante que ele provoca.
O beijo perfeito não se encontra em qualquer lugar. O casal pode estar o mais apaixonado possível mas, a perfeição em seus beijos pode não aparecer. E não adianta sair por aí beijando muitas e muitas bocas. Não é desse jeito que você irá encontrar o tal beijo perfeito (o máximo que irá ganhar é uma doença bucal).
No beijo perfeito há amor, sim! Mas há também amizade, sinceridade, sincronia em todos os movimentos... Há química, há paixão! Há algo também difícil de explicar assim, descrevendo... Só quem já sentiu um beijo desses sabe o quanto indescritível este é!
Ele pode acontecer no momento menos oportuno! Não tem dia nem hora marcada, simplesmente acontece! Bastam duas pessoas estarem conectadas plenamente. Pode acontecer num primeiro beijo ou no aniversário de 30 anos de casados. Com 15 anos ou com 60.

Depois de ter encontrado esse contato tão sublime, é difícil achar outro igual. Imagino que não exista... Algo me diz que na vida encontraremos um único beijo perfeito (algumas pessoas podem não ser favorecidas quanto a isso). E esse beijo é dado por uma única e exclusiva pessoa. Difícil achar em outro beijo igual.

O problema é quando o encontramos e, por desastre do destino, o perdemos também! Um beijo com outra pessoa senão aquela especial vira apenas um beijo... E nada mais.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Os 7 pecados

Recebi um convite de Diom, dono do blog Entre o sagrado e o profano, para responder um meme. Esse é um pouco diferente: devemos nos confessar levando em consideração cada um dos 7 pecados capitais.

Vamos tentar, então!

Acho que de todos os pecados, o mais forte em mim é, sem dúvida, a Preguiça! Coincidentemente, uma das metas para esse ano é deixar a preguiça de lado. Pior que até escrever aqui no blog me dá preguiça. Às vezes estou com a cabeça cheia de ideias, mas a maldita invade meu corpo e acabo deixando para o dia seguinte.

Não sou gulosa, nem no sentido de comida nem em outros. Gosto das coisas na medida certa! Talvez por doces na TPM, mas aí já não é mais Gula, não é mesmo?!

Avareza não faz parte do meu vocabulário. Para falar a verdade, não tenho tanto dinheiro assim para guardar e, mesmo o que tenho, adoro gastá-lo, seja para mim ou para os outros (até porque dar presentes também é muito bom).

Outro pecado que também não é muito constante m minha vida é a Soberba. De conhecimento, falta saber muita coisa ainda, mesmo enriquecendo meu aprendizado dia-a-dia (acho que a Gula pode servir aqui também, pois sempre quero aprender mais. Fome de saber!). Talvez eu não seja tão boa para escutar críticas, mesmo assim as ouço... se são boas, algo delas aprenderei. Se são ruins, deleto-as da cabeça imediatamente.

A Ira vem à tona quando vejo certas injustiças no mundo, especialmente com crianças e idosos. Mas tento manter-me distante dela diariamente. Sentí-la sempre, e principalmente por coisas fúteis do cotidiano fazem muito mal à saúde, por isso evito-a ao máximo.

Inveja é algo que me repugna. Não sinto por ninguém. Talvez aquela que chamam de "boa" no qual se gostaria de ter aquilo da pessoa (ou ser) sem desejar o mal a ela, como querer um carro daquele amigo mas sem que o mesmo fique sem automóvel, aí até pode ser. Sendo assim, invejo pessoas que não perdem o bom-humor mesmo nas horas mais difíceis e conseguem sair dos problemas sem perder a compostura.

E por último, Luxuria. Acho que não tenho nada a dizer. Se há culpa, há pecado. No meu caso, estou isenta dela.
Na verdade, creio ter um pouco de culpa mesmo é com a preguiça... os outros pecados não vejo problemas até porque, como disse anteriormente, não existe culpa e, muito menos incomoda os outros. Fora que isso é apenas uma brincadeira. Mas me esforçarei em ser menos preguiçosa... (ainda bem que pra malhar tenho muita disposição!!).

Depois de responder a este meme, convidarei também a fazerem suas confissões virtuais os donos dos blogs abaixo listados:

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Ah, o verão...

Apesar de já ter passado grande parte do verão, cito 10 motivos pelos quais esta estação me faz muito bem! (Ainda acho que há muito mais... se alguém lembrar de outros que não postei e quiser colocar, esteja à vontade pra isso):

10 reais motivos para ser feliz no verão:

1- A gente tem mais disposição para fazer exercícios, e com isso cuidamos mais do corpo e da saúde;

2- Acordar cedo não é tão ruim assim como no inverno com aquele friozão, fora que é uma delícia fazer uma caminhada, seja na praia ou em um parque, aproveitando as primeiras horas de sol;

3- Sentimos menos fome, com isso comemos menos massas e carnes e, muito mais saladas e frutas, o que nos deixa mais magros e esbeltos;

4- Sentimos mais sede, o que aumenta a ingestão de água, ajudando assim a hidratar e manter o organismo saudável;

5- No calor, as casas e bares noturnos lotam. Ótimo para uma paquera e, quem sabe até a arrumar um "amor de verão" (lembrando que o inverno aqui do sul faz muito frio e, esse tal amor de verão poderá ser muito útil para nos aquecer,hehe...);

6- As pessoas ficam mais bonitas, e acho balela quando dizem que no inverno as pessoas são mais chiques. Podemos ser muito mais chiques no verão! Tendo bom gosto e charme, se é chique e bem vestido em qualquer estação. E outra, quem disse que se encher de roupa é estar bem arrumado? Às vezes colocamos tanta roupa que praticamente nos escondemos...rsss...;

7- Tem coisa melhor que estar de férias e sem nada para fazer, deitado na rede, numa sombra, com uma brisa suave soprando no rosto e tomando água-de-coco geladinha?;

8- A nossa saúde agradece pela ausência de gripes, resfriados e alergias;

9- Com o horário de verão, ficamos até mais tarde na rua e aproveitamos muito mais o dia. E mesmo assim, ainda temos ânimo para uma festinha logo mais à noite;

10- As roupas são mais leves, os pés mais arejados e soltos, as pessoas mais bem-humoradas e a vida mais colorida.

Ah, o verão!!
Calor, sol brilhando, pancadas de chuva para refrescar, corpos bronzeados, disposição para aproveitar o dia e para malhar, romances "calientes"...

Sem dúvida que no verão eu sou mais feliz!