Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Se eu pudesse, te beijava até a alma.

sobre café e a magia do amar.

No fundo da xícara de café, corações e asas. Desejo de liberdade, amor livre de pré-conceitos. Certezas desconstruídas. Amor doce como cerejas, lindo como o amanhecer. Porque a gente sonha, cria mundos, visualiza o futuro. Encaramos desafios. Nos transformamos. Seguimos rumo ao que queremos, 'sin perder la ternura'. E aí, o universo conspira a favor. A vida se expande. E se (re)faz. Tipo mágica.

a delicadeza do amor.

Bilhetes em guardanapos lembram a gente da delicadeza dos pequenos gestos. Dos detalhes que preenchem o peito. Amor que transborda. E expande pro mundo. A vida se encarrega de ser doce. E linda. Sempre. Pra coleção de finais de semana.

da simplicidade essencial.

Dos sábados quentes em pleno mês de julho, dos cafés ao ar livre e dos amores que colorem a vida.

sobre a vida, que é incrível.

O mais incrível da vida é encontrar alguém que queira dividir uma tarde, um cupcake e um café com você. E uma vida também.

Reciprocidade é a doce sintonia de almas.

quando o amor transborda.

Já se passaram 168 dias e um mundo de coisas aqui dentro tem se transformado diariamente. Tantas certezas desconstruídas, tantos pré-julgamentos reformulados e abandonados, e muitos jeitos diferentes de enxergar a vida. Miro teus olhos e me vejo refletida em você, nos nossos gostos tão parecidos (iguais, pra ser mais exata, e me surpreendo tanto com isso). Mas não vejo nada disso como um mero acaso, e sim como uma completude. Sintonia perfeita. Porque uma alma especial reconhece a outra de imediato. E mesmo na imensa individualidade que sempre tive, era o que faltava para preencher um cantinho no meu coração. Transbordou, amor! E a cada dia que passa me faz tão bem, me faz feliz!