quarta-feira, 29 de junho de 2011

Focada em mim


Não sei se foram os dias corridos e cheios de trabalho, se é coisa do tempo que passa depressa ou se sou apenas eu mesma que estou mudando. Mas que agora eu deixei o passado pra trás, isso tenho certeza. Ando muito focada nos meus objetivos futuros, mas vivendo um dia de cada vez.

E me sinto tão feliz por isso.

curti muito.


 "Cada dia é uma pequena vida."
 (Horácio)

terça-feira, 28 de junho de 2011

Algo me diz...


Podia ser Espanha,
Uruguai, México...

Talvez Buenos Aires,
Londres ou até Canadá.

Mas é Paris!
Por quê Paris?!

Coisa estranha essa voz
falando comigo em francês
agora.
**postagem nº 300

Das minhas inquietações...


Como pode alguém
ter tido tantas e tantas desilusões amorosas
e mesmo assim acreditar (muito) no amor
e nas histórias apaixonadas?

E ainda, querer se apaixonar
de novo
como se fosse a primeira vez?

domingo, 26 de junho de 2011

Do que o coração pede...


se viu sozinha
se viu com ele
se viu com um alguém...

não sei.

se viu carente
se viu distante
se viu sozinha.

eu sei.

sensível às coisas simples da vida, 
era só de amor que ela precisava agora.

Meio Amélie...


"- Está é apaixonada.
- Mas se nem a conheço.
- Claro que a conhece.
- Desde quando?
- Desde sempre, em sonhos."

Vejo, revejo e não canso de rever. E a cada assistida, mais me encanto. E assim ando vivendo... Meio Amélie Poulain.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

gostei muito!

Não estou fazendo propaganda. Coloquei este vídeo porque me chamou a atenção o jeito que o barista prepara o café. Ele não só prepara a bebida, mas faz arte! Com amor!

Assim que eu quero meu trabalho.
Assim que eu quero minha vida.

assim eu vou (2)


assim estou
cada dia mais contente.
sempre determinada,
com algumas inseguranças
mas muito motivada.

assim estou
cheia de vontades,
alguns desejos
e muita saudade.

assim estou
fazendo planos,
cheia de ideias,
querendo o mundo
e um amor também.

assim eu vou
descobrindo muito,
aprendendo sempre mais
para os sonhos que quero
um dia realizar.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Desse estranho vazio...


Ando numa alegria contagiante nesses tempos por encontrar o que amo fazer, achar definitivamente o que me pertence e o que me dá prazer. O que antes era um hobby, agora virou trabalho. Mas um trabalho muito gratificante. Divertido, um pouco cansativo mas, muito bom também. 

Só que ultimamente sinto um pedacinho vazio dentro de mim. Falta algo que complete esse contentamento pra eu acontecer mais tranquila e ainda mais feliz.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

terça-feira, 14 de junho de 2011

Das pessoas do cotidiano...


pessoas diferentes,
pessoas simpáticas,
gente estranha,
e algumas um tanto apressadas.

famílias reunidas,
casais apaixonados,
outros nem tanto assim...

crianças, jovens,
adultos e idosos.
gente de todas as idades.

pessoas felizes
e aquelas que escondem a tristeza.

pessoas nervosas,
irritadas e um tanto impacientes.

pessoas contentes,
amigos reunidos.

pessoas inteligentes,
cultas e viajadas.

pessoas simples,
mas com um coração enorme.

pessoas que nunca esqueceremos,
pessoas queridas.
e novos amigos,
por quê não?!

pessoas daqui e dali,
que falam português,
e outras línguas também.

pessoas conhecidas
e que parecem ser muito mais
que os muitos desconhecidos
que há.

pessoas.
cultura.
novidades.

e eu a cada dia aprendendo mais.

Das sensações que vêm à tona ...


Seria uma vontade, um desejo de carne?

Do cheiro que me atiça,
Das brincadeiras do dia a dia...
Me confundo, não sei o que fazer.

Pode ser coisa da minha cabeça,
Ou do meu corpo.
Imaginação, talvez?!

Então fujo, mudo de pensamento.
Mas a dúvida persiste.
Vontade existe.
O medo invade.

E uma bagunça emocional se instalou
desses instintos que apareceram repentinamente
desafiando o lado mais ousado
da mulher
que andava adormecida em mim.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Be happy!


manhã ensolarada
de mais um dia que começa.

como numa cena de filme europeu,
muito melhor que qualquer literatura,
assim está a minha vida.

assim aconteço.
cada dia mais feliz!

"La-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la..." :)

"This is a happy end
Come and give me your hand
I'll take your far away...

La-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la-la..."
(Yael Naim) 

Um namoro diferente


Dois meses.

Já foram sessenta dias e muito aprendizado. Desafios superados, outros nem tanto. Satisfação alta em fazer um bom trabalho. Felicidade em ter achado enfim, o que gosto de fazer. E faço com amor e muita vontade. Sempre.

Uma paixão nova. Novas descobertas. Estou descobrindo um mundo completamente diferente. Mas muito meu.

Em cada pequena conquista que alcanço tenho uma grande alegria em saber que rendi, que consegui vencer mais um obstáculo e assim, me sinto mais feliz a cada dia. Cansaço no corpo, mas sempre um sorriso no rosto.

Prossigamos assim. Sempre em frente e cada vez aperfeiçoando mais o melhor que descobri em mim.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Do que me enche de satisfação...


Nas mãos, ao fim do dia, fica um cheiro de café e satisfação.
E um sorriso nos lábios de felicidade.

Amo o que eu faço.
E faço com (muito) prazer.

terça-feira, 7 de junho de 2011

I believe


Acredito no amor mais doce, em bilhetes apaixonados, nas declarações inesperadas e nos romances cheios de cor.

Acredito nas palavras mais sinceras, nos amigos verdadeiros, na poesia da vida e nas pessoas que gostam dela.

Acredito na beleza dos sonhos e na imensa capacidade de realizá-los.
Acredito muito em mim e na minha grande vontade de crescer e ser feliz.

O que vale na vida é ter um objetivo, focar no que se quer e acreditar com a alma nas pequenas coisas da vida que nos enchem de brilho e alegria. E quando menos esperamos, a realização acontece.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

De mis inseguridades...


"Debajo de mi lengua
se esconden las palabras
que revelan todo de mí.
Te podrían decir de mis inseguridades,
lo pequeña que me llego a sentir.

Pero hago todo por detenerlas,
es muy pronto para decir...

Todo lo que quiero se me escapa de las manos,
eso es lo que no quería admitir.
Todo lo que quiero se me escapa de las manos
y no sé manejar lo que empiezo a sentir.

Debajo de mi lengua
se esconderá mis miedos
a todo lo que no sé de ti.
Palabras peligrosas y exactas que intentan,
todo quiere definir.

Pero hago todo por detenerlas,
es muy pronto para decir...

Todo lo que quiero se me escapa de las manos,
eso es lo que no quería admitir.
Todo lo que quiero se me escapa de las manos,
y no sé manejarlo... 

Todo lo que quiero se me escapa de las manos,
eso es lo que no quería admitir.
Todo lo que quiero se me escapa de las manos,
y no sé manejar lo que empiezo a sentir."

(Julieta Venegas)

A insegurança ainda me atrapalha, mas aos poucos estou aprendendo a lidar melhor com ela. Na vida profissional, mas principalmente nos relacionamentos amorosos (que eu pensava já estar bem segura de mim, mas não é bem o que ando sentindo ultimamente).

Das minhas emoções...


Às vezes acredito, às vezes leio por ler, mas que desta vez deu muito a ver com meu momento, isso sim. 

"Neste momento de sua vida, você é o arcano chamado “A Força” que emerge como arcano conselheiro. A ideia que esta carta traduz é a da necessidade, neste momento, de ter controle sobre suas próprias raivas e paixões, controlando os instintos mais primitivos. Muitas vezes queremos vencer obstáculos externos, obter vitórias, mas tal coisa só é possível quando controlamos a nós mesmos com a devida firmeza, afinal de contas a verdadeira força é aquela que exercemos sobre nós mesmos. A despeito de todas as tentações que você terá para agir como uma criança mimada, será cobrada de você uma postura adulta.

Conselho:
Procure lidar melhor com a própria raiva."