Das manhãs de sol...


Vestido de flores, cabelos ao vento e um coração sereno. Assim ela passeava naquela manhã de fevereiro, onde raios de sol tocavam sua pele, seu corpo, seus cabelos e uma paz invadia seu peito.

Tempos antes, alguém conseguiu fazê-la se sentir novamente mulher, levantar sua auto-estima e perceber que ainda podia atrair os homens (e ser atraída por eles também). Relacionamentos anteriores tinham apagado parte desse lado e aquele olhar sedutor despertou o que tinha adormecido nela. Por apenas um momento. Intenso. Como um Raio.

Hoje, entre a brisa e o sol da manhã, naquela tranquilidade só sua, já não queria apenas um Raio, embora este tenha feito muito bem a ela naquela época. Cada coisa na vida acontece no seu tempo, isso ela sabia muito bem. Pois agora ela queria algo mais profundo, com mais sentimento. Queria um romance e toda sua essência. Sabia que já era  hora de viver uma experiência nova. Um Raio é intenso, mas passageiro. Queria algo que viesse e permanecesse; que a fizesse sorrir e sentir-se  em paz; que iluminasse seus dias, assim como acontecia nas manhãs ensolaradas.

Ela queria um Raio de Sol.
"El amor después del amor, talvez,
se parezca a este rayo de sol..." (Fito Paez)

Comentários

  1. O bem que um Raio de Sol nos traz não é somente ao corpo, o Raio de Sol acalenta a alma e nutri nosso ser. Te desejo muita luz e calor do Sol,amada amiga!

    ResponderExcluir
  2. um raio de sol desses nos traz o mesmo efeito que o sol inteiro junto de nós. ;D

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!