Inquietação

"O meu mundo não é como o dos outros!
Quero demais, exijo demais.
Há em mim uma sede de infinito,
Uma angústia constante que nem eu mesma compreendo.
Pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada,
Com uma alma intensa, violenta, atormentada.
Uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade...
Sei lá de quê!" (Florbela Espanca)
 
E quem melhor para me descrever como Florbela?

Nesse instante da minha vida, me sinto num turbilhão, numa bagunça interna.
Há dentro de mim uma tempestade de inseguranças, medos, angústias...
Às vezes me vejo certa de tudo, do meu futuro, do que almejo para mim e o que quero ser, enfim... Outras fico completamente sem norte, sem saber o que fazer, pra onde ir, como prosseguir.
Assim como tenho vontade de sair pelo mundo sem destino certo, tenho também uma louca vontade de me esconder embaixo das cobertas e não sair mais dali.

Afinal, como conquistar tantos sonhos se não consigo me ver livre dessa insegurança que  me invade a alma?

Comentários

  1. Me reconheço em Florbela e em você. Já estou com saudade, Anezita! Beijos e carinhos.

    Marina

    ResponderExcluir
  2. Florbela consegue descrever todas as pessoas que têm sonhos.
    BEijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!