Crônica da vida


Nem sempre de poesia é feita a vida. Às vezes ela é história de terror, suspense, aventura ou um bom mistério a desvendar. - (Considero a minha atualmente, como uma boa crônica, no estilo Veríssimo.) 

A realidade é muito mais forte do que parece ser, e é justamente quando botamos o pé pra fora do mundo que sentimos as dificuldades no rosto, como um tapa na cara. Aí vem a insegurança, o medo de não conseguir prosseguir, a vontade de desistir e voltar pro colo da mãe, do cobertor quente e do aconchego do lar. Só que se fizermos isso, andaremos sempre em círculos e não chegaremos a lugar algum.

A vida é feita de escolhas, desafios e dificuldades. O ser humano precisa disso pra crescer, amadurecer e andar com suas próprias pernas. Se vivermos sempre às custas de alguém, seja financeiramente ou emocionalmente, ficaremos incompletos de espírito. Precisamos nos completar por si só, para assim encontrar alguém que caminhe com a gente, lado-a-lado, e então desfrutar da sua companhia.

Ter um objetivo, fazer acontecer e agir, sempre acreditando em nós mesmos são pré-requisitos pra conseguir vencer na vida e realizar nosso sonhos. No final triunfaremos, o amor enfim vai acontecer, e aí sim a vida poderá se fazer poesia.

Comentários

  1. Como te disse aqui em POA na outra semana, muitas vezes só aumentamos a corrente do cachorro pra ele ter ideia de liberdade. Ser livre, por completo, é poder arcar com toda uma vida que muitas vezes nos assusta...Acho que minha vida agora está aqueles filmes cabeças europeus.haha

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!