segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Parar, respirar, deixar fluir... Se conectar consigo mesmo. Esquecer o passado, tomar um espresso. Me expressar em palavras não ditas, mas sentidas - muitas vezes escritas - ajuda a me situar no presente.

Nas corridas me inspiro. Em um café, suspiro. Escrevo. Sinto. E deixo vir à tona o que guardava no peito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário