Exigências nem tão exigentes assim

Alguns dias atrás estava com umas amigas em um bar conversando e, entre um papo e outro veio o assunto de homens (lógico). Elas começaram a dizer o que preferiam neles e o que não gostavam. Eu estava de corpo presente mas com a cabeça em outro lugar, como sempre, até que uma delas me perguntou qual era minha preferência masculina. Meio no susto, respondi num ímpeto que tanto fazia. Juro que foi sem pensar! Elas começaram a rir. Eu na hora não entendi muito bem porque havia falado aquilo e porque riam.

No dia seguinte, analisei melhor o ocorrido e vi que minha resposta estava absolutamente certa. Sim, eu respondi que tanto fazia e é isso mesmo! Porque tanto faz se o cara é branco ou negro, se é rico ou pobre, se é mais velho ou mais novo que eu, e continuo a concordar comigo. Não significa que eu esteja desesperada e pegue o primeiro que aparecer. Tipo, "Tanto faz, o que vier está bom!" Longe disso! Na verdade, eu quis dizer que não importa os supérfluos. Sendo legal, gostando de mim e me tratando bem já ganhei na loteria!

Achei que estava extremamente rigorosa quanto aos requisitos de um homem 'ideal' para mim, mas estes que citei anteriormente até que não são tão difíceis de conseguir. Ou são?

Talvez eu esteja amadurecendo, aprendendo enfim, com certas coisas dessa vida. Agora, se eu vou encontrar um tipo desses que me agrade, bom aí é questão de tempo (e sorte).

Comentários

  1. Hey! Seu blog está uma gracinha, bem clean e arrumado, meus parabéns!

    E, em certo ponto, concordo contigo! Criar padrões para nós mesmas é nos limitar demais. Se viermos a nos apaixonar por um homem diferente daquilo que procuramos, o deixaremos passar? Talvez possa ser a oportunidade da nossa vida, e um esteriótipo nos fará perdê-la?

    Acredito que devamos viver cada dia de uma vez, conhecendo e convivendo com pessoas diferentes e interessantes, sem procurar desesperadamente nenhum homem!

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que existem mulheres que cedo ou tarde descobrem que futilidades são coisas que no final levam a decepção...
    Aparencia, meia duzia de palavras bonitas ou 2 poesias grvadas de cabeça enganam...
    Só discorde do que você pensa se realmente achar necessário..
    T+ ^^

    ResponderExcluir
  3. No susto, respondemos as coisas com mais sinceridade...

    Abraços
    Cisco
    www.borarir.net

    ResponderExcluir
  4. Bem, eu prefiro os inteligentes e que tem 'pegada'...rsrs
    A pegada tem que ser inteligente...
    Drummond já falava que deviamos sempre nos casar com quem gostamos de conversar, pq mais cedo ou mais tarde o sexo acaba.
    Pois é, tem que ter o minimo de cultura e inteligencia, não é?
    Mas nunca esquecer do sexo 'ótimo'
    rsrsrs
    Abços

    PS. Valeu pela visita no Pequenos Fragmentos.

    ResponderExcluir
  5. Eu concordo com você. Pra um relacionamento sério, não importa as aparências e sim o respeito, o carinho, o amor... Claro que ser lindo ajuda, mas aí seria ganhar na loteria 2x! Eu acho que ganhei :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  6. No susto, ou na impulsividade respondemos as coisas, só depois pensamos no que falamos.
    Muito interessante seu texto.
    Mas, acho que além de poder ser qualquer um (lembrando que ñ do sentido: o que aparecer), tem que rolar a quimik. Tem que ser aquele que faz nosso coração disparar, a gente começa a suar frio, mas é claro tem que ser aquele que oste da gente tbm!!!

    beijux... inte outra vistinha

    ResponderExcluir
  7. Não sou um conselheiro, mas achei legal esse tanto faz, mostra que você não tem preconceitos, penso eu
    beijo

    ResponderExcluir
  8. "tanto faz se o cara é branco ou negro, se é rico ou pobre, se é mais velho ou mais novo que eu". Será mesmo? Isso é o que a nossa parte consciente diz...

    ResponderExcluir
  9. Tá difícil encontrar quem pense assime de fato ponhe em prática, viu! Eu só tenho uma exigência que é ser bem humorado, mas isso não é supérfulo, mas se faltar faz toda a diferença!

    ResponderExcluir
  10. Concordo com vc, ser exigente pra q?
    Mas não creio que seja sorte ou algo assim, apenas o acaso, tenho um relacionamento de 3 anos e 6 meses, perfeito, encontrei o homem perfeito pra mim, assim do nada.
    Todos temos nossos pares ( creio eu), mas cedo ou mais tarde eles aparecem.
    Mas não acredito no felizes pra sempre.
    Anyway gostei do post, as pessoas geralmente acham q pessoas solteiras q não tem exigencias são desesperadas e não é isso.
    Afinal temos q ser realistas. xD bjus

    ResponderExcluir
  11. adorei teu blog
    obrigada pela visita ao borboletras
    beijo

    ResponderExcluir
  12. Olá, acho que suas amigas não estavam tratando de caracteristicas exteriores, como cor da pele, altura e tal, mas em características interiores, como se atencioso, romantico, companheiro ...
    Acho que isso realmente distingue um homem de outro!
    Não só os homens como também mulheres, em geral as pessoas!
    Acho que nem todos os homens são iguais, nem todas as pessoas são iguais!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia mocinha!


    Acho que você está certíssima!

    a maior parte dos casos, as mulheres são educadas a esperar pelo prícipe encantado e logo começam a imaginar quais seriam os atributos desse ser de conto de fadas.

    A verdade é que nosso coração não tem olhos, o sentimento é algo sublime e que parace ter vontade própria, por mais que agente queira lutar contra, no fim das contas, podemos nos apaixonar por alguém que não é exatamente um estereótipo de beleza.

    Tanto faz, contanto que seja alguém honesto, companheiro, divertido, mas principalmente, que agente ame!
    bjoks!


    http://ocaoinfiel.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!