A dor de quem ama

- Tua amizade é muito importante pra mim!

Essas foram as palavras dele. Ela escutou-as, mas parecia não acreditar. Todos aqueles anos achando que ele a amava, que seriam muito felizes. Seus olhos encheram-se de lágrimas. O carinho que ela sentia por ele era imenso. Ele a abraçou. O último abraço deles! O tempo parou, os minutos se transformaram em horas. Sentir aquele abraço envolvendo-a era muito bom. Se despediram. Acabou! Definitivamente. Ela parecia que estava tendo um pesadelo. Foi para seu quarto, fechou os olhos e vagou por seus pensamentos e lembranças, por tudo o que já viveram juntos. E agora, o que faria? O que ela sentia por Marcos, nunca havia sentido por nenhum outro. Era muito mais que paixão. Amor? Já não tinha mais tanta certeza. Esquecê-lo seria muito difícil, praticamente impossível. Conhecer outros homens, iniciar um novo relacionamento seria a melhor coisa a ser feita, mas não para ela. Não sentia nenhuma vontade de conhecer ninguém. O mundo se tornou cinza, vazio, sem graça. Confusão, angústia, mágoa, tristeza. Tantos sentimentos entrelaçados que faziam um nó em sua cabeça. O coração doía! Chorou. Chorou muito, como se as lágrimas tentassem lavar a ferida dentro de seu peito. Será que algum dia iriam se encontrar outra vez? Será que, depois de tanto sofrimento, a vida traria uma compensação pra ela? Tinha que seguir em frente, mas não sabia como. Viu-se sem rumo, num beco sem saída. No momento, só restava a ela chorar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!