Colo de vó, insubstituível!

Falavam sobre avós e foi então que percebi: não tenho mais vó. Não que eu não houvesse percebido antes, mas foi como se a "ficha" tivesse caído. Eu que sempre tive meus quatro avós saudáveis, sempre gostei de "exíbi-los" para meus amigos, vi que deles todos sobrou apenas um avô. Os outros três se foram. Todos meio juntos, em três anos e de forma tão triste. Sinto muita falta deles! Tenho ótimas lembranças, momentos felizes que passamos juntos. Sei que as pessoas têm um "prazo de validade" e chega uma hora que devemos nos despedir deste lugar e seguir nosso caminho, mas na prática é tão complicado. Às vezes, ainda os queria por aqui, pertinho de mim. Minha vó fazendo as comidas dela, anotando as receitas que via na tv e tentando me incentivar a cozinhar; meu vô sempre me paparicando, fazendo torradas, pedindo para ensiná-lo a mexer no computador; minha avó paterna, passeando pelo shopping, fazendo compras, ou simplesmente tomando um café com a gente.
Com certeza, um dia nos encontraremos outra vez. Até lá vivo de recordações. E com saudades daquele colinho gostoso que só minha vó materna sabia dar. Ah, e como esse colo anda fazendo falta ultimamente...

Comentários

  1. Uau vc realmente tocou na ferida como dizem! rs, emocionou, eu tenho ainda meu avô materno e minah avó paterna, não cheguei a conhecer meu avô paterno, mais tive a melhor avo que qlaguém poderia pedir a Deus com todo respeito as avós de todos, mais ela era uma pessoa iluminada e especial, como todos dizem um anjo que veio para terra para levar-nos ao caminho do senhor e claro ele precisou dela cedo de mais para nós, mais quem somos para ssaber os caminhso do todo poderoso, eu a amo, muito e isso é o que importa, ela transmitiu os melhores e maiores valores enquanto esteve presente, e pelo pouco tempo que convivemos todos os dias foram de alegrias e de amor, ela sabia encantar todo mundo, e eu nunca ouvi minha avó levantar a voz, ela sempre falou docvimente até mesmo quando aprontavamos coisas de crianças, minha mãe confirma isso dizendo que bromca quiem dava era meu avô, parabéns pelo blog, e sentiremos saudades sempre, até nos reencontramos com elas novamente mais nunca diremos adeus, pois sabemos que elas comemoram nossas vitorias lá de onde elas estão... abraços!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!