quarta-feira, 14 de novembro de 2012

das palavras não ditas.


Ainda restaram palavras pendentes.
Mas soltemos-as com o vento, no tempo das coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário