Dar tempo ao tempo

De repente tudo parece tão nebuloso. Das certezas de antes, dúvidas e indecisões tomam seu lugar outra vez. Às vezes dá uma canseira na alma essa insistência, essa luta diária e não ver as coisas acontecerem.

Sou uma pessoa até bem otimista, tenho fé e acredito que algo bom vá acontecer. Mantenho-me em movimento correndo atrás do que tanto almejo, mas sinto que não é o suficiente e que a partir de agora preciso caminhar com minhas próprias pernas, arregaçar as mangas e partir para o ataque com unhas e dentes, coragem e determinação. Porém, é difícil eu conseguir isto de uma hora pra outra já que é a primeira vez que determino coisas mais sérias por minha própria conta e risco. Por essas e outras, levará um tempo maior para conquistar o que quero pra mim. Contudo, a luta não deixará de ser constante. A passos de formigas talvez, mas de formigas trabalhadoras. Paciência é uma virtude e eu estou aprendendo a usá-la.

Pois então eu sigo meu caminho - sozinha - arriscando e escutando conselhos dos mais experientes. Continuarei no mesmo foco e na mesma estrada, entretanto com materiais de trabalho diferentes. Se eu falhar, serei a única responsável pelos meus atos assim como Clarice Lispector uma vez disse em uma de suas obras: "Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária." 

No final sei que minhas conquistas serão alcançadas, eu serei recompensada pelos meus feitos e então, o sol brilhará pra mim. Intensamente. 

"Cada día es una oportunidad
de salir a la calle y enfrentar al viento
Los sueños a veces se hacen realidad
dale tiempo al tiempo
."
(Fito Páez)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!