Na corrida de hoje, passei por trilhas de folhas secas que as árvores um dia se desapegaram. Parei para contemplar, receber a mudança, sintonizar com o novo. Deixar ir o que já não me pertencia. Aprendi com as árvores. A natureza é sábia.
Com o fôlego e a energia renovados, o corpo corre feliz enquanto a alma voa, deixando-se levar pelo fluxo da existência. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Pois é, Trintei!!

Instabilidade emocional