sábado, 14 de dezembro de 2013

das palavras que nunca deveriam faltar.

Tem vezes que as palavras fogem da gente. E não é por falta de acontecimentos na vida. Não é por falta de novidades ou movimentos. Nem sentimentos. Muito menos emoções. Elas me faltam, apenas. E mesmo com tantas formas diferentes que existem em se expressar - tipo, música, filmes, livros, fotografia, poesia, ou seja, toda forma de arte - é escrevendo que eu ainda me encontro mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário