das cartas que não viraram amor.


"Quando você chegou, gostei do seu jeito, da sua pessoa. Do modo que você chegou em mim. E apesar da distância, das conversas virtuais, você me atiçou de um jeito que me fez encher de vontades de te encontrar e te conhecer mais. E melhor. 

Mas aí você me disse coisas que me decepcionaram. Como te falei outro dia, já passei por situação semelhante e sofri horrores com isto. Não quero cometer o mesmo erro. Por mais química, por mais tesão que tenhamos um pelo outro, sei que no final quem vai acabar se machucando sou eu.

Já vivi aventuras, situações perigosas na vida. Hoje quero a tranquilidade dela. Quero ser feliz! E não dá pra conseguir isso do jeito que você me pede. Quero um alguém que me queira e faça de tudo pra me ter. Sem desculpas. 

Se você me quer, se você gosta de mim, se você quer ficar comigo, faça por merecer. Do contrário, prefiro não me envolver. Tentarei assim, administrar essa paixão entre nós de outra forma. Mas prezo sua amizade. Gostei de te conhecer. E gosto muito de conversar com você.

É estranho esse desabafo, pois nos conhecemos tão pouco. Porém, às vezes parece que nos conhecemos de muito tempo.

Espero que você me entenda.

Um beijo, com muito carinho."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Pois é, Trintei!!

Instabilidade emocional