revirando sentimentos.


Confusão emocional. Talvez isso seja apenas uma fuga do que não quero sentir. E eu não lido muito bem com sentimentos. Na verdade, não lido muito bem com nada que não seja eu em minha bolha de imaginações. Meu mundinho amigo. Eu, meus livros, minhas músicas, meus filmes. Meus romances imaginários. Pior que está sendo divertido reaprender a flertar (se é que um dia soube como fazer isso). Olhar para o lado, mandar bilhetinhos, rir de si mesma das confusões cometidas. Mas, e quando o lado que se está olhando é mais uma distração do outro lado que não quero ver? Porque quando parece que as coisas estão querendo dar certo, dá um frio na espinha, um nervosismo e uma sensação meio infantil. Vontade de voltar pro meu mundo e minha bolha. Mas eu já sou uma mulher. Adulta. Mudei tanto em tanta coisa, mas falta tanto pra mudar em relação a esses sentimentos. Ou seria só medo de não olhar pro lado certo? De ter um pouco da felicidade que tanto leio, vejo em filmes, sonho? Então, pra quê o medo se isto é bom? E olhar pro lado é tão fácil. Divertido. Quando é o lado que queremos de verdade, é melhor ainda. Então olho. E vejo. E confio. Em mim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!