quarta-feira, 30 de abril de 2014

dos diálogos esquisitos e dos medos interessantes.

- Sinto um medo absurdo. Um medo azul!
- E desde quando medo tem cor?
- O meu tem. E é azul. Azul-marinho.
- Bom, então é um medo bonito.
- Medos não são bonitos. São assustadores. Se bem que...
- O que?
- Esse dá um frio na barriga. E uma sensação diferente.
- Vai ver por isso que é azul.
- É. Talvez. E bonito também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário