domingo, 28 de julho de 2013

dos sonhos que nunca terminam. (2)


"Dentro de mim há uma fábrica de sonhos. Sonhos dos quais, eu chamo de infinito. Porque quando um acaba, outro começa. E quando um começa, já tem outro na fila esperando sua vez ."

(Aghata Paredes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário