Do vício ao sonho


No aroma, instantes de nostalgia no ar;
No sabor, prazer que invade a língua.

Na máquina, o barista tira um espresso perfeito;
Nas mesas, bocas se enchem de vontade.

Uma pausa do trabalho;
Um momento de lazer;
Um reencontro com aquele amigo que não se via a tempos;
Ou algum encontro amoroso.

Em uma mesa, alguém lê o jornal do dia;
Na outra, livros de poesia encantam a moça.
Há os que se inspiram a escrever enquanto degustam a bebida;
Há os que apenas pensam em tudo, em nada, na vida.

E os acompanhamentos, hummmm...
Pão de queijo, tortas, doces.
E as imensas variações que ele tem:
Cappuccino, mocca, pingado, carioca...

Um café para acordar,
Um café para sonhar.

Adoçado ou puro,
Depende o gosto de cada cliente.

Tudo isso a gente pode encontrar em um café.
E acredito que nele esteja também o meu destino.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De repente, 30!

Instabilidade emocional

Pois é, Trintei!!